LÍDER DO MOVIMENTO PARA A PAZ E A DEMOCRACIA EM ANGOLA (MPDA) VAI TOMAR UM OUTRO RUMO

mpda angola1LÍDER DO MOVIMENTO PARA A PAZ E A DEMOCRACIA EM ANGOLA (MPDA) VAI TOMAR UM OUTRO RUMO

O líder do MPDA Sr. Massunguna da Silva Pedro que interveniu numa antena europeia sobre as eleições em Angola, disse lamentar a atitude da CNE e do partido comunista Mpla de ter perturbado o processo eleitoral e de não terem respeitado os resultados reais saídos nas eleições de 2017. O povo angolano afluiu nas mesas de votos no dia 23 de Agosto para exercer o seu direito civíco de escolher os seus representantes e presidente que que deveriam dirigir nos próximos cinco anos e mostrou a sua maturidade crescida pela quarta vez das eleições em Angola.

Infelizmente os resultados esperados neste povo transformaram num sonho não concretizado, devido o oportunismo e a má fé de certos indivíduos que pensam ser os únicos angolanos desrespeitando a voz daquele povo soberano. A vontadade e o direito do povo angolano foi usurpado e a democracia foi definitivamente assassinada.

Por isso, se a UNITA e a CASA-CE aceitarem estes resultados de 2012 publicados pela CNE recomendados pelo partido comunista Mpla e tomarem possa no parlamentos dos surdos de Angola, eu e tantos outros angolanos, não acho que iremos digerir esta grosseira tão humilhante, talvés irei convocar uma reunião urgente tripatida KONGO-KABINDA-LUNDA que representavam os reino do Kongo, Ndongo e Lunda para discutirmos sobre um novo rumo a tomar, para a salvagurda dos povos do Norte como os nacionalistas bakongos (UPNA) tinham comprometido ao " "American Committee of Africa", onde estipulava, que caso a cohabitação entre os povos de Angola representar um obstâculo para o nosso povo, nós iremos nos desagregar do Estado angolano e criar um Estado autenticamente Bakongo.

Acho que chegou o tempo depois de 42 anos da humilhação do Mpla, em 23 de Agosto este partido vem assassinar definitivamente a democracia e a unidade entre os povos de Angola, impondo-nos mais uma vez um líder incompetente, desonesto e conservador da Ditadura eduardista naquele país cicatrizado por numerosos acontecimentos do século.

Eu como tantos outros sofremdores da humilhação eduardista, jamais aceitariamos a prolongação do sofrimento do nosso povo. Por isso, se a Unita e a Casa-ce aceitarem mais esta humilhação então, acho que é mais uma razão para quem esperou tanto, agora de poder tomar uma solução definitiva, rematou este líder..

Sei igualmente que o povo de Kabinda, das Lundas e Bakongo esperam um apito final dos seus dirigentes para começar a marchar, seja como fôr o tempo que vai levar mas acredito que numa união entre os três Estados e com a experência que temos agora, é possível encurtarmos este tempo, porque sou optimista das minhas convicções. Tudo agora depende do Mpla, caso manifestar o seu bom senso de responsabilidade, publicar e aceitar a sua derrota que poderá ser negociada, nós mantemos nesta união com Angola, caso contrário a cisão é o nosso último recurso. Quando falo de cisão sei paerfeitamente que devemos estar preparados acrescentou este protagonista do MPDA. Fonte/Rádio Angodiaspora

ESCUTE A RÁDIO !

Publicidade : +32 493 84 66 30 +32 484 50 60 29

Angodiaspora sur faceboook

Estatistícas do Portal

2308653
Hoje
Ontém
Esta Semana
Semana Anterior
Este Mês
Mês Passado
Ao Total
154
715
4317
2296603
13162
32396
2308653

QUEM SOMOS NÓS ?

QUEM SOMOS NÓS?

Nós somos um grupo de jornalistas, ciêntistas, políticos, sociedade cívil e a Voz de sem Vozes, que pretendem transmitir através o mundo, o grito de um Povo sequestrado e oprimido de Angola e do mundo em particular.
Achamos que a informação deve ter fontes multíplas e essencialmente independentes dos poderes políticos e das forças económicas. Fazem parte desta independência, os jornais, a rádio, as televisões, os portais (web), os diferentes espaços sociais, assim como as instituições de sondagem e as instituições estatistícas.

Leia mais