jean ChristLa Paz - Quando uma pessoa deixou sua comunidade há mais de três décadas e não ter visto um familiar só por duas vezes, mal pode entender o que passa com os problemas dos seus. Mas também, tem o direito de dar uma opinião a respeito. Pelo que peço perdão aos leitores que acharem que estou em contraposição com as minhas ideias expressadas num português quase lamentável.

Um dos maiores problemas que preocupam os bakongos, já divididos antes e depois da Conferencia de Berlin, é a busca de caminhos para a sua reunificação. No contexto dos movimentos o ABAKO e a UPNA são tendências manifestas dessa busca. No contexto angolano, Kwameh N’krumah reprochou ao Holden Roberto que qualquer tentativa de querer ressuscitar o antigo Reino do Kongo seria catalogada como um anacronismo tribal.

Estou seguro que esse reproche fez retroceder Holden Roberto ao fundar a UPA.

Se não estiver equivocado, O Reino do Kongo tem os seus antecedentes no Império Kamit (Egípcio) antigo. Jean-Charles Coovi Gomez[1], numa alocução em homenagem ao profeta Simon Kimbangu, define aos bakongos como a casta de sacerdotes no Khemet (Egito) antigo e que são o povo mais elevado daquele império. Na mesma alocução, o referido cientista fala do Kongo Katiopa. Conceito que atribui ao mesmo Simon Kimbangu em referencia a toda Africa Negra. O que significa que todos os negros são bakongos.

Mas também Ne-Mwanda Nsemi e o mesmo Pastor Nzeytu Josiah Melo, conectam o bakongo com o guia da humanidade[2].
Entao falar da unidade dos bakongos pode ter duas etapas: a unidade da cúpula sacerdotal que vão guiar a humanidade como marco de referencia organizacional para unir a todos os africanos (no continente e na diáspora).

Mas o maior problema está intacto: Como unir os componentes da cabeça para que o corpo possa entrar em movimento? Os problemas que está a enfrentar o mundo em geral e Africa em particular são inexpressáveis, pelo grau de gravidade que os caracteriza. E, para acabar com mesmos precisa-se de uma regeneração social global da humanidade.

Se os bakongos são os escolhidos pelo Deus Akongo, Makongo, Nzambi a Mpungu, etc., para cumprir com esse mandato, então isso me leva a outros níveis de reflexão que me obriga a formular mais perguntas:
Têm os bakongos consciência da sua missão?

Respeitam os bakongos a tradição deixada pelos seus antepassados?
Perderam os bakongos a sua verdadeira essência?

A resposta a estas perguntas pode explicar as verdadeiras causas das atitudes dos bakongos ante si mesmos e ante o mundo. Pois um povo a quem o criador do mundo encarregou a missão de redimi-lo, e se desinteressa dela, só pode criar um clima inquietante para quem está informado disso.

A verdade é que a unidade não é sinônima de massificação. Ela só é possível onde as diferenças são patentes e respeitadas. Como diz Théophile Obenga, é preciso acabar com o isolamento. É verdade que todos temos que partir desde um ponto de afirmação mas depois devemos abraçar os outros como sinal da nossa própria fortaleza. O isolamento mata, aniquila e enfraquece.

Assim a unidade dos bakongos deve partir de uma reflexão básica sobre o conhecimento que temos da herança cultural deixada pelos antepassados e a maneira como nos podemos enriquecer-nos com ela, para enriquecer o mundo.

Isso não está em contraposição com o que diz Kung-Fu-Tsé: a ordem interna é o ponto de partida para o ordem externa. O Sermao da montannha diz o mesmo: se você não alumbra o seu interior não poderás repelir a escuridão. Os bakongos devem começar por si mesmos para defender-se em primeiro lugar contra si mesmos e assim vão ajudar a defender o mundo da inexpressável situação que vive.

Jean-Christ Marques PhD________________________________________
[1] Youtube: Jean-Charles Coovi Gomez, conference sur Simon Kimbangu.

Criminalidade violenta regressa a Luanda
31 Jan 2018 15:56Criminalidade violenta regressa a Luanda

Criminalidade violenta regressa a Luanda Sacerdote e sociólogo apresentam propostas  [ ... ]

Leia mais...
SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA...
31 Jan 2018 15:29SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA MAS TU PODES QUEBRAR

Washington - SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA MAS TU PODES QUEBRAR Se essa não [ ... ]

Leia mais...
"DORAVANTE , EU RETIRO O APOIO QUE LHE PROMETI NO ...
10 Jan 2018 15:57

"Doravante, eu retiro o apoio que lhe prometi no condicional e retomo a minha luta como opositor ao  [ ... ]

Leia mais...
A CRISE A BATER NA PORTA DAS NOSSAS CASAS MAS ISAB...
10 Jan 2018 15:37

Luanda - A CRISE A BATER NA PORTA DAS NOSSAS CASAS E AO INVÉS DE TRAZER O DINHEIRO PARA ANGOLA DE [ ... ]

Leia mais...
CASO DO MANUEL VICENTE VAI COMPROMETER O GOVERNO D...
10 Jan 2018 15:23CASO DO MANUEL VICENTE VAI COMPROMETER O GOVERNO DO JOÃO LOURENÇO

Lisboa - A MINISTRA DA JUSTIÇA DE PORTUGAL LUSO-ANGOLANA, FRANCISCA VAN
DÚNEM, RESPONDE JOÃO LOUR [ ... ]

Leia mais...
ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ...
23 Déc 2017 13:07ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ACUSADO DE EXTORSÃO E DE CORRUPÇÃO

ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ACUSADO DE EXTORSÃO E DE CORRUPÇÃO. Nos últ [ ... ]

Leia mais...
JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA
23 Déc 2017 13:01JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA

JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA E ATÉ EXONERA UM… MORTO!
sidente da República, João Manuel [ ... ]

Leia mais...
JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET...
23 Déc 2017 12:56JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET

Luanda - JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET que exercia as funções de administ [ ... ]

Leia mais...
JES trava investigação criminal contra filha
23 Déc 2017 12:32JES trava investigação criminal contra filha

JES trava investigação criminal contra filhaO Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos s [ ... ]

Leia mais...
"Angola está à beira do colapso", denuncia Abel Ch...
26 Nov 2015 01:03

Luanda - Líder da Casa-CE revela estratégia de dirigentes do regime de levar dinheiro para o exter [ ... ]

Leia mais
Samakuva expulsa jornalistas
26 Nov 2015 00:21Samakuva expulsa jornalistas

Luanda - O Jornal de Angola, também conhecido por Pravda ou Boletim Oficial do regime, foi impedi [ ... ]

Leia mais
Eleições em Agosto de 2017
26 Nov 2015 00:14Eleições em Agosto de 2017

Luanda - As próximas eleições gerais em Angola deverão realizar-se em Agosto de 2017, disse ho [ ... ]

Leia mais
Parlamento angolano - À falta de José Eduardo dos ...
25 Nov 2015 02:14Parlamento angolano - À falta de José Eduardo dos Santos sobrou o silêncio

À falta de José Eduardo dos Santos sobrou o silêncio Discurso sobre o Estado da Nação troux [ ... ]

Leia mais
RESUMO DO SEXTO DIA DO JULGAMENTO DOS 15+2 “TAPAS ...
25 Nov 2015 00:15RESUMO DO SEXTO DIA DO JULGAMENTO DOS 15+2 “TAPAS A CARA EU TAPO A BOCA”

Luanda - - TPA GANHA EXCLUSIVIVIDADE DE IMAGENS DO TRIBUNAL  2- QUESTÕES DA ACUSAÇÃO AO REU  [ ... ]

Leia mais
Sociedade civil angolana quer que PR fale sobre cr...
14 Oct 2015 22:24Sociedade civil angolana quer que PR fale sobre crise no país

Luanda - Discurso sobre o estado da Nação é amanhã. O discurso sobre o estado da Nação a  [ ... ]

Leia mais
O Desastre da Diplomacia do MPLA no Parlamento Eur...
14 Oct 2015 22:13O Desastre da Diplomacia do MPLA no Parlamento Europeu

Luanda - m 40 anos de poder, os dirigentes do MPLA têm evoluído pouco em termos de discurso  [ ... ]

Leia mais
Ana Gomes acusa Procuradoria angolana de estar ao ...
12 Oct 2015 10:28Ana Gomes acusa Procuradoria angolana de estar ao serviço do poder

Luanda - A eurodeputada Ana Gomes disse hoje à Lusa que a acusação de "rebelião", anunciada pel [ ... ]

Leia mais
outros artigos

ESCUTE A RÁDIO !

Publicidade : +32 493 84 66 30 +32 484 50 60 29

Angodiaspora sur faceboook

Estatistícas do Portal

2248858
Hoje
Ontém
Esta Semana
Semana Anterior
Este Mês
Mês Passado
Ao Total
349
407
1336
2241728
12085
34415
2248858

QUEM SOMOS NÓS ?

QUEM SOMOS NÓS?

Nós somos um grupo de jornalistas, ciêntistas, políticos, sociedade cívil e a Voz de sem Vozes, que pretendem transmitir através o mundo, o grito de um Povo sequestrado e oprimido de Angola e do mundo em particular.
Achamos que a informação deve ter fontes multíplas e essencialmente independentes dos poderes políticos e das forças económicas. Fazem parte desta independência, os jornais, a rádio, as televisões, os portais (web), os diferentes espaços sociais, assim como as instituições de sondagem e as instituições estatistícas.

Leia mais