ana gomes deputadaLuanda - A eurodeputada Ana Gomes disse hoje à Lusa que a acusação de "rebelião", anunciada pelo Ministério Público angolano contra os 17 jovens detidos desde junho, é reflexo do controlo do sistema judicial pelas forças no poder em Luanda.

"Devo dizer que estava à espera. Desde que estive em Luanda e conversei sobre o assunto com o ministro da Justiça e com outros elementos do governo fiquei convencida que eles iriam acusar, embora a acusação possa ser uma coisa `cavernícula` na argumentação. Mas não me surpreendo porque a Procuradoria está completamente ao serviço do poder", disse à Lusa a eurodeputada socialista, Ana Gomes que visitou Luanda no mês de agosto.

O Ministério Público angolano acusou hoje 17 jovens da preparação de uma rebelião e de um atentado contra o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, prevendo barricadas nas ruas e desobediência civil que aprendiam num curso de formação.

"Os arguidos planeavam, após a destituição dos órgãos de soberania legitimamente instituídos, formar o que denominaram `Governo de Salvação Nacional` e elaborar uma `nova Constituição`", lê-se na acusação, deduzida três meses depois das detenções e à qual a Lusa teve hoje acesso.

Em causa está uma operação policial desencadeada a 20 de junho de 2015, quando os jovens angolanos foram detidos em Luanda, em flagrante delito, durante a sexta reunião semanal de um curso formação de ativistas, para promover posteriormente a destituição do atual regime, diz a acusação.

"Não é a primeira vez que vemos isto mas era óbvio porque, quando eu cheguei a Luanda, o próprio Procurador veio à televisão dizer que eles estavam acusados de golpe de Estado -- acusação que no dia seguinte os ministros se abstiveram de fazer, dando uma versão mais recuada afirmando que eram acusados de atos subversivos o que me levou a dizer que eu só comparava isto aos tempos da luta contra o regime colonial fascista em que ativistas portugueses eram acusados de subversão e os patriotas angolanos eram acusados de terrorismo", recorda Ana Gomes.

A eurodeputada tem tomado várias iniciativas a favor dos ativistas de direitos humanos angolanos tendo recentemente proposto uma resolução sobre a situação em Angola que foi aprovada no Parlamento Europeu com 560 votos a favor.

"O que importa não é o que se passa fora mas sim que se passa dentro de Angola. O povo angolano quer decidir e a determinação que eu vi em muita gente em Luanda é de não mais se calar diante de um regime prepotente, ladrão e claramente antidemocrático e totalitário", frisou Ana Gomes, acrescentando que não espera qualquer tomada de posição do governo português em defesa dos jovens hoje acusados.

"Deste governo (português) não esperamos nenhuma atitude. Aliás, a única atitude que temos tido é a de total e abjeta subserviência. Portanto, infelizmente não espero nenhuma atitude. Para qualquer governo seria sempre difícil mas há formas discretas e outras menos discretas", afirma.

Ana Gomes volta a sublinhar as "repercussões do sistema angolano", que utiliza Portugal e as instituições e o sistema financeiro para a lavagem de dinheiro, através da compra de ativos portugueses "em esquemas obviamente fraudulentos", sem que seja feito o mais elementar controlo designadamente no quadro da diretiva contra o branqueamento de capitais da União Europeia.

"Por exemplo, a filha de José Eduardo dos Santos é uma `Pessoa Politicamente Exposta` (PEP na sigla em inglês), como muitos outros elementos do regime angolano, que atuam com testas de ferro, ou não, e é escandaloso que o Banco de Portugal e a CMVM não atuem em cumprimento das diretivas europeias", acusa Ana Gomes.

Fonte: Lusa

Criminalidade violenta regressa a Luanda
31 Jan 2018 15:56Criminalidade violenta regressa a Luanda

Criminalidade violenta regressa a Luanda Sacerdote e sociólogo apresentam propostas  [ ... ]

Leia mais...
SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA...
31 Jan 2018 15:29SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA MAS TU PODES QUEBRAR

Washington - SEGREDO….. EXISTE UM SISTEM ESTABELECIDO EM ANGOLA MAS TU PODES QUEBRAR Se essa não [ ... ]

Leia mais...
"DORAVANTE , EU RETIRO O APOIO QUE LHE PROMETI NO ...
10 Jan 2018 15:57

"Doravante, eu retiro o apoio que lhe prometi no condicional e retomo a minha luta como opositor ao  [ ... ]

Leia mais...
A CRISE A BATER NA PORTA DAS NOSSAS CASAS MAS ISAB...
10 Jan 2018 15:37

Luanda - A CRISE A BATER NA PORTA DAS NOSSAS CASAS E AO INVÉS DE TRAZER O DINHEIRO PARA ANGOLA DE [ ... ]

Leia mais...
CASO DO MANUEL VICENTE VAI COMPROMETER O GOVERNO D...
10 Jan 2018 15:23CASO DO MANUEL VICENTE VAI COMPROMETER O GOVERNO DO JOÃO LOURENÇO

Lisboa - A MINISTRA DA JUSTIÇA DE PORTUGAL LUSO-ANGOLANA, FRANCISCA VAN
DÚNEM, RESPONDE JOÃO LOUR [ ... ]

Leia mais...
ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ...
23 Déc 2017 13:07ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ACUSADO DE EXTORSÃO E DE CORRUPÇÃO

ADMINISTRADOR DO CACUACO CARLOS ALBERTO CAVUQUILA ACUSADO DE EXTORSÃO E DE CORRUPÇÃO. Nos últ [ ... ]

Leia mais...
JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA
23 Déc 2017 13:01JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA

JOÃO LOURENÇO NÃO BRINCA E ATÉ EXONERA UM… MORTO!
sidente da República, João Manuel [ ... ]

Leia mais...
JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET...
23 Déc 2017 12:56JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET

Luanda - JOÃO LOURENÇO ISONERA O FALECIDO JOSÉ PEDRO TONET que exercia as funções de administ [ ... ]

Leia mais...
JES trava investigação criminal contra filha
23 Déc 2017 12:32JES trava investigação criminal contra filha

JES trava investigação criminal contra filhaO Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos s [ ... ]

Leia mais...
"Angola está à beira do colapso", denuncia Abel Ch...
26 Nov 2015 01:03

Luanda - Líder da Casa-CE revela estratégia de dirigentes do regime de levar dinheiro para o exter [ ... ]

Leia mais
Samakuva expulsa jornalistas
26 Nov 2015 00:21Samakuva expulsa jornalistas

Luanda - O Jornal de Angola, também conhecido por Pravda ou Boletim Oficial do regime, foi impedi [ ... ]

Leia mais
Eleições em Agosto de 2017
26 Nov 2015 00:14Eleições em Agosto de 2017

Luanda - As próximas eleições gerais em Angola deverão realizar-se em Agosto de 2017, disse ho [ ... ]

Leia mais
Parlamento angolano - À falta de José Eduardo dos ...
25 Nov 2015 02:14Parlamento angolano - À falta de José Eduardo dos Santos sobrou o silêncio

À falta de José Eduardo dos Santos sobrou o silêncio Discurso sobre o Estado da Nação troux [ ... ]

Leia mais
RESUMO DO SEXTO DIA DO JULGAMENTO DOS 15+2 “TAPAS ...
25 Nov 2015 00:15RESUMO DO SEXTO DIA DO JULGAMENTO DOS 15+2 “TAPAS A CARA EU TAPO A BOCA”

Luanda - - TPA GANHA EXCLUSIVIVIDADE DE IMAGENS DO TRIBUNAL  2- QUESTÕES DA ACUSAÇÃO AO REU  [ ... ]

Leia mais
Sociedade civil angolana quer que PR fale sobre cr...
14 Oct 2015 22:24Sociedade civil angolana quer que PR fale sobre crise no país

Luanda - Discurso sobre o estado da Nação é amanhã. O discurso sobre o estado da Nação a  [ ... ]

Leia mais
O Desastre da Diplomacia do MPLA no Parlamento Eur...
14 Oct 2015 22:13O Desastre da Diplomacia do MPLA no Parlamento Europeu

Luanda - m 40 anos de poder, os dirigentes do MPLA têm evoluído pouco em termos de discurso  [ ... ]

Leia mais
Ana Gomes acusa Procuradoria angolana de estar ao ...
12 Oct 2015 10:28Ana Gomes acusa Procuradoria angolana de estar ao serviço do poder

Luanda - A eurodeputada Ana Gomes disse hoje à Lusa que a acusação de "rebelião", anunciada pel [ ... ]

Leia mais
outros artigos

ESCUTE A RÁDIO !

Publicidade : +32 493 84 66 30 +32 484 50 60 29

Angodiaspora sur faceboook

Estatistícas do Portal

2308700
Hoje
Ontém
Esta Semana
Semana Anterior
Este Mês
Mês Passado
Ao Total
201
715
4364
2296603
13209
32396
2308700

QUEM SOMOS NÓS ?

QUEM SOMOS NÓS?

Nós somos um grupo de jornalistas, ciêntistas, políticos, sociedade cívil e a Voz de sem Vozes, que pretendem transmitir através o mundo, o grito de um Povo sequestrado e oprimido de Angola e do mundo em particular.
Achamos que a informação deve ter fontes multíplas e essencialmente independentes dos poderes políticos e das forças económicas. Fazem parte desta independência, os jornais, a rádio, as televisões, os portais (web), os diferentes espaços sociais, assim como as instituições de sondagem e as instituições estatistícas.

Leia mais